Boris Kossoy
São Paulo (SP), 1941

Natural de São Paulo, Boris Kossoy interessou-se desde jovem pela fotografia, uma paixão que perduraria ao longo de sua vida.
Sua obra, em torno da fotografia, se desenvolve em quatro grandes áreas: profissional, acadêmica, institucional e artística. Em cada uma delas sua atuação tem deixado marcas e seguidores.

Assim como grande parte dos fotógrafos brasileiros de sua geração, Boris foi um autodidata; sua carreira profissional teve início em 1965 através do Estúdio Ampliart, atuando nas áreas de jornalismo, documentação e publicidade. Prestou serviços para jornais, revistas e veículos como Jornal da Tarde, Ultima Hora, Quatro Rodas, Manchete, TV Record, paralelamente a uma obra autoral que segue até o presente.

Arquiteto pela Universidade Mackenzie (1965); Mestre e Doutor pela Escola de Sociologia e Política de São Paulo (1977-1979).

Iniciou-se no magistério em 1973, instalando o primeiro curso de fotografia da Faculdade de Comunicação Social Anhembi (SP); foi professor também do Curso de Especialização em Museologia, e da Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação da UNESP (Campus de Bauru). Seu percurso na Universidade de São Paulo teve início em 1987 como professor colaborador; em 2000 prestou concurso para Livre-Docência e, em 2002, para o cargo de Professor Titular da Escola de Comunicações e Artes.

Nesta instituição é pesquisador e professor do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação.

Entre outras atividades é coordenador do Núcleo de Estudos Interdisciplinares de Imagem e Memória (NEIIM/ LEER – USP).

Ao longo de sua carreira acadêmica a fotografia foi o centro das investigações em diferentes direções: teoria, história e poética. Enquanto historiador, teórico e pesquisador têm sua obra mais conhecida voltada à investigação da história da fotografia no Brasil e América Latina, aos estudos teóricos da expressão fotográfica e à aplicação da iconografia como fonte de investigação nas Ciências Humanas. 

Dentre seus trabalhos mais recentes como curador, é de se mencionar: “Círculo Fechado: os japoneses sob o olhar do DEOPS” (Memorial da Resistência de São Paulo/Estação Pinacoteca, 2009); “Horizontes; fotografias de Bruno Cals (1500Gallery, NY, 2012) e “Um olhar sobre o Brasil: a fotografia na construção da imagem da nação” (Instituto Tomie Ohtake/Ministério da Cultura/ Fundação Mapfre, SP, 2012-2013 e circuito nacional). 

Ao longo da carreira autoral como fotógrafo, sua produção esteve centrada no realismo fantástico e na busca de elementos de mistério que permeiam as cenas do cotidiano urbano e da natureza, percepção essa que chamou de “mundos paralelos”. Mostras de sua obra fotográfica foram montadas no Museu de Arte de São Paulo, Universidade de Nova York, Centro de la Imagen (México), Museu de Arte da Bahia, Pinacoteca do Estado de São Paulo, além de ter participado de um número expressivo de exposições coletivas. F

otografias de sua criação encontram se representadas, entre outras instituições, nas coleções permanentes do Museu de Arte Moderna (NY), Biblioteca Nacional de Paris, Museu Metropolitano de Arte (NY), Centro da Imagem (México, D.F.), Instituto Smithsonian (Washington D.C.), Museu de Arte Moderna de São Paulo, Pinacoteca do Estado de São Paulo, além de coleções particulares. É ampla a bibliografia sobre sua obra, publicada tanto no Brasil como internacionalmente. Kossoy é autor de 12 livros, entre eles, os clássicos: Viagem pelo Fantástico; Hercules Florence, a descoberta isolada da Fotografia no Brasil; São Paulo, 1900; Fotografia e História; Realidades e Ficções na Trama Fotográfica; Os tempos da fotografia, o efêmero e o perpétuo; Dicionário Histórico-Fotográfico Brasileiro; Boris Kossoy Fotógrafo. 

Em 1984, recebeu do Ministério da Cultura e da Comunicação da França, a condecoração: Chevalier de l’Ordre des Arts et dês Lettres, pelo conjunto de sua obra.



Boris Kossoy
São Paulo (SP), 1941

São Paulo-born photographer Boris Kossoy was very young when he took an interest in that which would become his lifetime passion. 

Today his photographic work is divided into four major areas: professional, academic, institutional and artistic. In each of these areas his performance has set landmarks and inspired followers. Much like the better part of Brazilian photographers of his generation, Kossoy was self-taught. 

He began his professional career in 1965 with assignments from Estúdio Ampliart to do journalistic, documentary and advertising photography. He contributed to newspapers, magazines, and such news media as Jornal da Tarde, Ultima Hora, Quatro Rodas, Manchete, TV Record, in addition to developing an authorial project that remains ongoing to date. 

Having attained a degree in architecture from Universidade Mackenzie (1965), Kossoy went on to earn his master’s and PhD at the São Paulo School of Sociology and Politics (1977-1979). In 1973 he took up teaching and set up the first photography course at Faculdade de Comunicação Social Anhembi (SP). After that he taught in the Specialization Program in Museology and became a member of UNESP’s School of Architecture, Art and Communication faculty (Bauru campus). His trajectory within the University of São Paulo started in 1987; in 2000 he obtained his habilitation (livre-docência) and, in 2002, was appointed full professor at USP’s School of Communications and Arts – ECA. At this institution, Kossoy currently holds a researcher position and teaches in the Graduate Program in Communication Sciences. Among other activities, he coordinates the Center of Inter-disciplinarian Studies in Image and Memory (NEIIM/LEER – USP). Throughout his academic career, photography provided a hub for investigations in different areas: theory, history, and visual poetics. As a historian, theoretician, and researcher, Kossoy has his better known work focusing the investigation of the history of photography in Brazil and in Latin America; the theoretical studies of photographic imagery, and the use of iconography as source of investigation in Human Sciences. 

Among his most recent curatorial projects, the following deserve special mention: “Círculo Fechado: os japoneses sob o olhar do DEOPS” (Memorial da Resistência de São Paulo/Estação Pinacoteca, 2009); “Horizontes; fotografias de Bruno Cals” (1500Gallery, NY, 2012) and “Um olhar sobre o Brasil: a fotografia na construção da imagem da nação” (Instituto Tomie Ohtake/Fundação Mapfre, SP, 2012-2013 and national tour). In the course of his authorial career as photographer, Kossoy’s production has been informed by fantastic realism and the search for mystery elements that permeate everyday scenes of urban life and the environment. “Parallel worlds” is what he calls this perception. Solo exhibitions of his photographic work have been held at Museu de Arte de São Paulo, New York University, Centro de la Imagen (Mexico), Museu de Arte da Bahia, Pinacoteca do Estado de São Paulo, and then there was a significant number of group exhibitions. 

His photographs integrate permanent collections of institutions that include Museum of Modern Art (NY), National Library of France, in Paris; Metropolitan Museum of Art (NY), Centro de la Imagen (Mexico, D.F.), Smithsonian Institute (Washington, D.C.), Museu de Arte Moderna de São Paulo, and Pinacoteca do Estado de São Paulo, as well as in private collections. The extensive bibliography on the photographer’s work has been published in Brazil and internationally. Kossoy himself is the author of 12 books that include the classics Viagem pelo Fantástico; Hercules Florence, a descoberta isolada da Fotografia no Brasil; São Paulo, 1900; Fotografia e História; Realidades e Ficções na Trama Fotográfica; Os tempos da fotografia, o efêmero e o perpétuo; Dicionário Histórico-Fotográfico Brasileiro; and Boris Kossoy Fotógrafo.

In 1984, Boris Kossoy was decorated Chevalier de l’Ordre des Arts et des Lettres by the French Ministry for Culture and Communication, for his entire oeuvre.



Portrait na Montanha
Serra Negra, São Paulo 1971
Da série Viagem pelo Fantástico
40x60 cm, com moldura 90x90 cm
 
Sem título 
Madri 2012
60x40 cm
com moldura 90x90 cm
 

CMS Web Estúdio | Web Dinâmica | São Paulo | SP